[REVIEW] [ANIME] Golden Boy!

Vinho de Sangue de Dragão (nota 4 de 5)

Costumo sempre dizer que dou muita importância para as coisas mundanas, acreditando inclusive que elas trazem bem mais relevância do que acreditamos. O mundano está cheio de conteúdo e contexto. Com essa idéia em mente, falaremos hoje do incrível Anime Golden Boy!

Lançado em 1995 como OVA (sigla para Original Video Animation), foi baseado em um mangá de mesmo nome e escrito por Tatsuya Egawa. É contada então a história de Oe Kintaro, um jovem de 25 anos que viaja pelo Japão com sua bicicleta. O lema de Kintaro é ‘Vivendo e Aprendendo’, filosofia que o mesmo aplica trabalhando em diversas atividades que ele nunca fez, com o intuito de aprendê-las. A sua felicidade está no processo de conhecer novas coisas. Foi aprovado em Direito na Toudai (Universidade mais concorrida e renomada do Japão), mas após precocemente estudar todo o currículo de matérias antes de todo mundo, ele resolve abandonar a faculdade e ir em busca de mais conhecimento, que acaba sendo desde computação até natação. 

Através da observação, Kintaro aprende um assunto, melhora técnicas e processos em uma velocidade incrível, sempre anotando tudo em seu caderno.

Apesar dessas qualidades incríveis, Kintaro é um completo pervertido. Muitas das vezes as situações que ele se coloca também tem em vista algum interesse sexual e/ou amoroso com mulheres. Seus pensamentos, que são bem reprimidos, sempre leva o imaginário (dele e o do observador) às mais extremas fantasias sexuais e desejos. Essa camada Ecchi que o anime apresenta é apenas fan service (ferramenta muito utilizada nos animes dessa época), um auxílio para as situações insanas e incríveis que acontecem com o camarada Kintaro. No entanto, o que a obra realmente quer passar, o conteúdo em si, é outro. 

Trata-se de uma história sobre a perseverança, sobre a busca de se tornar melhor a cada dia, de se fazer o certo. Também é muito legal de ver como a obra não se leva muito a sério, fazendo inclusive diversas sátiras com o ideário de protagonistas e suas ações, com diversos monólogos e ações que vão de absurdas à heróicas.

Uma das frases mais enigmáticas e significativas da obra, proferida por Kintaro, no entanto, é: ‘Sou um homem livre’. O conhecimento liberta o homem, o faz capaz de entender a si mesmo (como Kintaro entendia e tinha ciência de seus fetiches, desejos, pontos fortes e fracos) e após isso ele é capaz de entender o que acontece à sua volta, conseguindo aplicar o conhecimento no aprendizado de mais coisas e na resolução de problemas diversos, melhorando dia após dia.

Com isso, me despeço de vossas senhorias. Espero que gostem de Golden Boy, não apenas pelo fan service, mas pelo o que realmente a obra tem a oferecer.

AUTOR: O Alquimista

[REVIEW] [MG] Dead Cells!

Vinho de Sangue de Dragão (nota 4 de 5)

Gameplay Clique aqui

Dead Cells, vale a pena pagar?!

Diante de um vasto universo de games mobile repetitivos e que em enjoam em poucos dias (ou até mesmo horas, nos piores casos rsrs), fica difícil acreditar que vale a pena gastar em um desses jogos.

Mas é aqui que Dead Cells ganha seu primeiro ponto. Essa obra-prima vale cada centavo.

Para os amantes do gênero Metroidvania, este jogo entrega uma mistura perfeita entre este gênero consagrado e um pouco de Roguelike.

A primeira sensação que o game entrega é uma nostalgia devido aos gráficos belos e simples, aliados a uma trilha sonora cativante, tão característicos do gênero.

Mas não esperem por uma cópia de algum jogo qualquer, porque as semelhanças com os clássicos acabam por ai. Dando espaço à uma junção de mecânicas originais e cheias de potencial de rejogabilidade.

O game começa dando poucas dicas sobre a profunda história que esconde, entregando os outros fragmentos do enredo espalhados ao longo do game.

O jogador começa com um corpo reanimado por alguma alquimia sinistra, recebe algumas dicas sobre os comandos básicos e é jogado em túneis de uma masmorra, com o objetivo de escapar.

As fases apresentam mapas com vários inimigos, itens e locais secretos. Podendo ser exploradas minuciosamente, valorizando a busca por segredos e um combate estratégico contra os inimigos, ou ser detonada em uma corrida de ação insana e ininterrupta com saltos, golpes e esquivas.

Entre as fases existe um sistema que permite ao jogador desbloquear novos conteúdos capazes de aumentar o poder do personagem ou o arsenal disponível de ser encontrado nas fases. Aí é onde o jogo brilha mais uma vez. Pois existem recompensas especiais de acordo com o tempo demorado para concluir a fase ou de acordo com a quantidade de inimigos mortos sem receber dano. Esses bônus podem ser apenas para aquela tentativa ou persistentes ao longo de todas as partidas.

Falando nisso, está ai mais um ponto positivo do jogo (São realmente muitos pontos positivos). A cada vez que o jogador morre, ele reinicia da primeira fase, mantendo alguns dos bônus adquiridos nas vidas anteriores, apresentando pequenas modificações aleatórias nos componentes da fase e até mesmo sendo capaz de explorar áreas antes inacessíveis. Por exemplo um chefe na segunda fase pode lhe conceder um poder permanente que daria acesso a uma área secreta na primeira fase, mas você só vai descobrir isso depois que morrer e recomeçar o game.

Apesar de não oferecer um mapa totalmente interligado como Castlevania Symphony of the Night (e apesar de o design do mini mapa do jogo ser praticamente o mesmo rsrs) a sensação que o jogo passa com essa mecânica de exploração é praticamente a mesma.

Para aqueles que não ligam muito para a exploração e curtem apenas bastante ação em ritmo acelerado. O jogo tem uma pela mecânica de movimentação e esquiva, com armas dos mais variados tipos. Como os inimigos causam dano apenas com seus ataques (diferente daqueles jogos em que apenas encostar nos inimigos já causa dano ao personagem) é possível se jogar no meio de dezenas de monstros e sair ileso. Basta saber a hora certa de esquivar e encaixar os ataques com precisão.

Para os jogadores menos hardcore, o jogo apresenta um modo de ataques automático e de facilitador de esquiva, mas são mudanças que retiram um pouco do brilho do jogo e podem não valer a pena para alguns jogadores mais hardcore.

Por fim, só nos resta dizer que aqui na Taverna Dead Cells é considerado um Vinho de Sangue de Dragão (nota 4 de 5). Se o jogo fosse um pouco mais longo ou apresentasse um modo de mapa integrado como no CSotN com certeza conseguiria ser um Hidromel de Valhalla (nota 5 de 5).

Uma obra-prima prima nostálgica e original na mesma medida. Um raro achado nos dias de hoje. Podemos dar a certeza de que pouquíssimos jogadores vão se arrepender de pagar por essa perfeição de jogo.

Se quiser ver um pouco mais antes de ter certeza, assista o gameplay no nosso canal (EM BREVE).

Não esqueça de nos seguir nas redes sociais e boas aventuras!

AUTOR: O Bardo.

[GERAL] Repaginando!

Salve, salve, aventureiros!

Depois de algum tempo, estamos voltando com uma ideia totalmente repaginada para a nossa página!

A nossa antiga página era dedicada apenas ao Universo Crônicas Perdidas e a Taverna era apenas um Podcast perdido no meio disso. Mas como o projeto foi bem recebido e cresceu, agora a pagina toda é dedicada à Taverna!

A nova ideia é manter, em um só lugar, uma quantidade variada de conteúdo. Com as obras do Universo Crônicas Perdidas, o nosso antigo Podcast que irá retornar, reviews de jogos digitais e de board games. Assim como qualquer outro conteúdo que você, aventureiro, queira ver por aqui!

Obrigado pelo suporte de todos! Agora peguem suas canecas e aproveitem a nova fase da TAVERNA DO CICLOPE CAOLHO!

Contos na Amazon!

E ai, galera! Faz algum tempo, mas venho trazendo boas notícias.

Para aqueles leitores que utilizam os leitores Kindle ou o app Kindle para dispositivos móveis, já é possível adquirir um compilados dos três primeiros contos na página da Amazon. Basta acessar a seção conteúdo e clicar no link.

Os leitores que acompanham meu trabalho a mais tempo sabem do compromisso que tenho com esse projeto de escrever os contos a fim de expandir o universo Crônicas Perdidas e sabem que eu já prometi que esse será sempre um conteúdo gratuito, como um presente pelo apoio dos meus leitores.

Portanto, os arquivos em PDF continuarão sempre disponíveis aqui na página e a versão da Amazon serve apenas para quem busca um pouco mais de comodidade na sua leitura, ou para quem pretende contribuir com o meu trabalho e me ajudar a continuar escrevendo.

Um ótimo final de semana a todos e fiquem ligados. Em breve eu voltarei com notícias sobre o projeto do livro-jogo!

Post original sobre o livro-jogo, para quem está por fora do assunto.

Conto novo!

E ai, galera!

Tem conto novo no ar. Basta conferirem lá na seção Conteúdo.

Nessa breve história vocês vão conhecer um pouco mais do passado da nossa maga preferida e o que aconteceu depois de ela decidir seguir o caminho dos servos de Lance.

Além disso, o conto vai trazer um pouco mais de informação sobre Berg, o reino das montanhas e as características de sua geografia e sua população.

Boa leitura a todos! Espero que gostem!

Inauguração da Taberna!

Salve salve aventureiros!

É com muito orgulho que anuncio o nosso mais novo projeto, A Taberna do Ciclope Caolho.

A taberna é um podcast voltado para o mundo fantástico do RPG e dos video-games. Vamos abrir as portas para esse mundo e trabalhar muitos temas de interesse para jogadores e mestres de vários estilos e idades.

Nós vamos falar de coisas como idade media, forja de metais, técnicas de esgrima e muitas outras coisas para ajudar você aventureiro a ser um mestre melhor ou ter um personagem mais completo.

Vamos falar também sobre alguns card games, jogos de tabuleiro, livros e até séries, que sejam de interesse dos amantes do mágico e do fantástico.

Se você achou que vale a pena sentar na nossa taberna, encher sua caneca com uma boa bebida e conversar com a gente. Basta clicar na aba Taberna do menu principal.

A Chegada

Não, eu não vou falar daquele filme com alienígenas e Amy Adams. Eu vou falar da chegada de Crônicas Perdidas em Santa Maria – RS.

O livro chegou nesse primeiro final de semana de agosto e já chegou com força total (Como se fosse um bom bárbaro de D&D 3ª edição). Já é possível encontrá-lo à venda na livraria Athena e já existem dois eventos marcados na cidade.

O primeiro será o Brique Nerd – Santa Maria, nos dias 11 e 12 de agosto. Evento de cultura nerd com a venda de quadrinhos, camisas, card games e diversos outros produtos. E com um estande dedicado ao primeiro livro da saga Crônicas Perdidas, onde eu estarei conversando com os leitores, autografando e vendendo livros.

O segundo será o evento de lançamento oficial do livro, na livra Athena do Shoping Praça Nova em Santa Maria – RS. Este acontecerá no dia 8 de setembro e também contará com a minha presença, autografando livros e podendo tirar selfies com meus amados leitores gaúchos.

Então “save the date”! Conto com a presença de vocês por lá.

Para aqueles leitores que infelizmente não podem vir a Santa Maria e comprar o livro, basta clicar na aba “Comprar” no menu principal e adquirir o seu direto no site da editora.

E aguardem que vem mais novidade por ai!

Projeto Novo!

Já ouviu falar em livro-jogo, também conhecido por aventura solo?

É uma modalidade de livro em que você é o herói. Você faz as escolhas e vence o desafio.

E justamente esse é o nosso novo projeto. Criar uma série de livros-jogo ambientados no universo de Crônicas Perdidas, para serem distribuídos GRATUITAMENTE aqui na página. Com a vantagem de serem formatados para facilitar a utilização direto do seu PC, Smartphone, tablet ou eReader. Basta alguns dados comuns de seis faces, um lápis e uma folha de papel.

O que é livro-jogo (aventura solo)?

Esse conceito ficou muito famoso na década de 80 com o lançamento da série Aventuras Fantásticas. Ele consiste em uma história de fantasia, onde o leitor encarna o personagem principal e por meio de suas escolhas, em opções apresentadas pelo livro, alcança o final da história. Ou finais.

É muito comum que o leitor/jogador precise criar uma ficha de personagem como em uma seção de RPG, porém de maneira bastante simplificada. Além de também percorrer diversos caminhos diferentes e talvez chegar até a finais diferentes para a história, inclusive com a morte de seu personagem. Devendo então criar outra ficha e tentar novamente vencer os desafios.

O que será o nosso livro-jogo?

Será uma obra baseada no mesmo universo da série Crônicas Perdidas, utilizando seu vasto mundo, suas cidades, sua mitologia e até mesmo algumas pequenas referência trazidas da obra.

Mas fique calmo, não será preciso comprar nem ler a série original para poder aproveitar o seu jogo.

Utilizaremos um sistema não tão simples quanto os da série Aventuras Fantásticas, mas não tão complicado quanto o de um RPG “convencional”. A intenção é fazer o leitor se sentir em uma seção de RPG, mas sem toda aquela complicação de infinitas regras para consultar e sem precisar de horas para montar uma ficha de personagem.

Tudo que o leitor/jogador precisará é um lápis, uma borracha, uma cópia da ficha de personagem que acompanhará o livro (ou um papel para anotar as informações) e pelo menos três dados comuns de seis faces (é possível jogar com apenas um, mas ai o jogador também vai precisar de paciência para ficar jogando o mesmo dado várias vezes. Rsrs)

Outro grande diferencial será a formatação própria com todos os links para que o livro possa ser jogado facilmente em dispositivos eletrônicos, já que evita o desgaste de ter que folhear diversas vezes até encontrar o tópico indicado pelo desenrolar da história.

Grátis? Como assim?!

Sim! Foi isso mesmo que você leu. A ideia principal desse projeto é oferecer uma forma divertida de despertar em jovens o gosto pela leitura e de iniciar mais pessoas nesse jogo maravilhoso que é o RPG. Jogo que me inspirou muito e me deu muitas das minhas melhores amizades.

Além disso, também é uma forma de presentear os leitores da minha obra principal (essa sim paga e disponível pelo site da editora Viseu) com mais um gostinho do universo de Crônicas Perdidas.

Se você quer ser selecionado para o teste desse novo projeto se inscreva no blog. Se tiver qualquer sugestão de conteúdo que você quer ver nos livro-jogo ou nos contos gratuitos, basta mandar uma mensagem para gente na nossa página do Facebook.

Obrigado e um bom restante de semana a todos!

Em breve nas livrarias!

Queridos leitores, é com orgulho que venho anunciar a versão impressa da nossa obra!

Em processo de criação pela editora VISEU, logo logo o livro estará disponível em seu formato físico em diversas livrarias, no site da editora e em outras plataformas como Submarino e Americanas.

Enquanto o trabalho não fica pronto, a editora disponibilizou um vídeo para aumentar ainda mais a expectativa. Confiram e lembrem de deixar o seu Like, tá lindo o trabalho da Viseu.

Vídeo

Obrigado a todos que tem ajuda a divulgar a obra e um ótimo final de semana a todos.

Feliz aniversário!

Queridos leitores, é com muita felicidade que venho anunciar a promoção em homenagem aos 5 meses da nossa página.

O livro estará GRATUITO na loja Amazon.com.br por CINCO DIAS. A promoção começa amanhã e termina dia 31 de janeiro.

Gostaria também de aproveitar a data para agradecer a todos os meus leitores e todas as páginas que me apoiaram nas redes sociais. Sem vocês, não seria possível chegar até aqui e nem ir além. E podem ter certeza que essa história ainda vai muito além.

É justamente para expressar essa gratidão, de ver a obra sendo mais bem sucedida muito mais rápido do que o esperado, que o presente desse aniversário vai para vocês leitores. Avisem seus amigos e aproveitem essa promoção imperdível.

Um ótimo final de semana a todos!